Falta para meu peso ideal

falta para a segunda meta

terça-feira, 26 de abril de 2011



Post obrigatório referente ao dia 24 DE ABRIL - pesagem e resumos. Sugestão de visita a uma cidade histórica.
Peso: Achei que não iria emagrecer, e não emagreci. Mas tudo bem. Foi páscoa né? 86,6 kg
Atividade física: 0 - Chega de enrolar. O peso já estacionou tempo demais. Pretendo fazer AF 4 vezes por semana. Sério!

RA: Anotei tudo o que desde o feriado 5° feira. Estou tomando chá todos os dias. Isso faz com que eu desinche.

Dieta adotada: Contagem de calorias, tento fazer no máximo 1400 calorias diárias, comer umas duas a três porções de frutas e legumes no almoço e jantar.
Sentimentos: Estou feliz por estar conseguindo anotar tudo novamente, com isso tomo consciencia do que estou comendo, o que estou exagerando e o que está faltando.

Sugestão de visita a uma cidade histórica.

Congonhas do Campo


O que posso dizer: É linda! E as obras do aleijadinho então? Impressionante.
Lista de Atrações de Congonhas: 
Basílica ou Santuário Bom Jesus de Matosinhos 


Por volta de 1757, o português Feliciano Mendes fincou uma cruz rústica no alto do morro do Maranhão. Era o início da construção de um templo dedicado a Bom Jesus do Matosinhos, para o qual fizera uma promessa. Feliciano havia se curado de uma enfermidade contraída nos muitos anos de trabalho como minerador. Com um pequeno oratório ele ia recolhendo esmolas para a construção da capela, que não chegou a ver concluída.  
Não existem registros sobre a autoria do risco da igreja, mas tudo leva a crer que seja do próprio Feliciano, uma vez que era oficial de pedreiro e conhecia as igrejas do Bom Jesus do Matosinhos, em Portugal. Após a sua morte, em 1765, artistas talentosos somaram seus talentos e construíram com o correr do tempo a mais maravilhosa manifestação da arte e fé barrocas. Dentre eles estavam Aleijadinho, Manoel da Costa Ataíde e Francisco Xavier Carneiro. 
Todo o acervo - que inclui a igreja, os 12 profetas em pedra-sabão e as 66 imagens dos Passos da Paixão de Cristo - foi reconhecido com Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, em 1985. Formam o mais esplêndido conjunto da arte barroca mundial. Visite-o também À noite. A nova iluminação, instalada em março de 2000, emociona e intensifica o significado da arte de Aleijadinho.
Obs: O acervo da Basílica Bom Jesus dos Matosinhos encerra muitos segredos. As histórias e lendas que envolvem as estátuas geram um delicioso fascínio. O próprio Aleijadinho, o mestre maior, era um personagem envolto em mistérios. Um gênio desfigurado pela doença, mulato, filho bastardo de português com uma escrava. O ouro escasseava, num movimento inversamente proporcional À fé daqueles homens mineiros. Minas vivia a frustração pelo fim trágico do movimento da Inconfidência. Estas e outras histórias aumentam ainda mais o interesse despertado pelas imagens de pedra e cedro. Procure os guias que ficam na Basílica e desvende um pouco desse espírito.

Passos:

da Ceia : a capela foi a primeira construída para abrigar as imagens em cedro do Líbano. Foi a única erguida durante a permanência de Aleijadinho em Congonhas, supõe-se sob sua orientação. A cena é dramática e reflete a perplexidade dos apóstolos diante da revelação de Cristo: "Em verdade vos digo, um de vós há de me entregar." Cada um declara sua inocência. 
do Horto : retrata Jesus no Jardim das Oliveiras. Nesta capela está uma obra-prima de Aleijadinho: o anjo. Simbolizando a aproximação da Paixão, ele traz na mão direita um cálice com fel a ser bebido. "Pai, se é do teu agrado, afasta de mim este cálice." Havia uma cruz em sua mão esquerda, que foi retirada em 1957, visando evitar danos À imagem. A cruz era como a previsão do suplício derradeiro. Enquanto Jesus está angustiado, os profetas Pedro, Tiago e João dormem serenamente.  

  da Prisão : representa um dos episódios mais conhecidos da Bíblia, o milagre da cura de Malco, soldado do pontífice máximo de Jerusalém. O apóstolo Pedro, num ato desesperado para defender Cristo, decepa a orelha de Malco com uma espada. Cristo intervém e calmamente realiza o milagre da cura. Fazem parte da cena as figuras de Cristo, Malco, Pedro, Judas e quatro soldados. Algumas delas têm 2 metros de altura. As expressões das imagens revelam um momento de tensão, misturando cólera e perplexidade. Mestre Ataíde, responsável pela policromia do conjunto, confere ainda mais dramaticidade ao episódio e sua pintura funciona como principal agente de unidade estética.

da Flagelação e Coroação de Espinhos : após a construção das capelas do Horto e da Prisão, as obras das demais permaneceram interrompidas por quase meio século, sendo retomadas em 1864. Todas as estátuas estavam prontas - Aleijadinho faleceu provavelmente em 1814 - e aguardavam a construção do restante das capelas. Ficou decidido que em vez de sete seriam erguidas seis capelas, o que acarretou no congestionamento do quarto Passo, que passou a abrigar dois grupos: Flagelação e Coroação de Espinhos. Quatorze peças se espremem num espaço pequeno, dificultando a compreensão imediata das cenas. Duas imagens de Cristo são atribuídas a Aleijadinho, e também uma terceira, a do segundo soldado (Flagelação), que serviu de modelo para seus discípulos confeccionarem o restante. As três se distinguem pelas expressões caricaturais dos rostos, dos olhos, queixos e rugas na testa. A policromia das peças provavelmente não foi feitas por Mestre Ataíde.

da Subida ao Calvário : retrata um momento do caminho de Cristo para o calvário, o "Encontro com as filhas de Jerusalém", descrito no Evangelho de São Lucas. Cristo fala com duas mulheres que o seguiam chorando. A primeira enxuga as lágrimas e Cristo diz: "filhas de Jerusalém, não chorais por mim, mas chorais por vós mesmas e seus filhos." A segunda mulher segura nos braços um menino. 
da Crucificação : formado por onze imagens. Neste grupo podemos notar três unidades cênicas. Na zona central está Cristo, dois carrascos crucificando-o e Madalena, de joelhos, em desespero. Do lado esquerdo dois soldados disputam a túnica de Cristo. À direita estão o bom e o mau ladrão À espera do momento de também serem crucificados. 
Profetas:
Em 1800, terminada a confecção das 66 estátuas em cedro dos Passos, Aleijadinho iniciou as obras no adro. Foram cinco anos de trabalho árduo do mestre, já bastante debilitado pela doença, e de seus discípulos. O grupo de 12 profetas em pedra-sabão é o mais famoso conjunto de estátuas barrocas do mundo.
Destacaremos dez:

Igrejas:
Igreja do Rosário : foi a primeira construída na cidade, antes mesmo que os primeiros mineradores se fixassem na região. Erguida por escravos no final do século XVII, possui arquitetura simples, sem a sofisticação e decoração das igrejas posteriores. Rua do Rosário. 

Matriz Nossa Senhora da Conceição : data de 1734 e em sua concepção podem ser percebidas várias fases do barroco. O frontispício, representando a Arca de Noé, é um dos poucos portais de autoria de Aleijadinho. Sua nave é uma das maiores de Minas Gerais, com os altares ricamente adornados por imagens. A douração da capela-mor, realizada em 1764, é atribuída a Manoel Francisco Lisboa, pai de Aleijadinho. Praça Sete de Setembro. 

Capela de Nossa Senhora da Soledade : é da primeira metade do século XVIII. Está localizada no distrito de Lobo Leite (estrada para Ouro Branco, a 10 Km) e possui um interessante conjunto de imagens barrocas. A igreja de Nossa Senhora da Soledade, bem como a de Nossa Senhora da Ajuda, foram erguidas junto À antigas lavras de ouro, que se espalhavam por toda a região. 

Igreja de Nossa Senhora da Ajuda : construção de 1746. Tem quatro altares que guardam imagens de Nossa Senhora Aparecida, São Benedito, Santo Antônio, Santa Efigênia, São Pedro e muitas outras. Na sacristia está um belo chafariz em pedra-sabão. Está localizada no distrito de Alto Maranhão, a 14 km (o acesso mais fácil é pelo asfalto, passando pelo trevo do Murtinho). 

Igreja de São José : diferencia-se das demais, por suas formas arredondadas, e foi construída em 1817. é rica em esculturas, tem portais trabalhados e entalhes neoclássicos. Está localizada no centro da cidade, no caminho para a Basílica. 

Romaria:
 
A Basílica de Bom Jesus do Matosinhos nasceu de uma fé especial. Feliciano Mendes deu início À construção, agraciado que foi pela cura. Ele trouxe uma imagem de Portugal e a colocou num oratório, recolhendo assim as esmolas. A fama foi se espalhando, junto com as notícias de curas alcançadas.
No final do século XVIII nascia o Jubileu, inicialmente comemorado em maio e setembro. As chuvas de maio, que tornavam as estradas intransitáveis, restringiu a festa a setembro. Em época de Jubileu a cidade lota, pessoas de várias partes do país chegam para demonstrar a sua fé.
A peregrinação era tamanha que Congonhas já não conseguia comportar os inúmeros romeiros. Devido a isto foi construída, na década de 30, a Romaria. Constitui-se de um prédio em forma circular, uma pousada ao redor de um enorme pátio. Demolida em 1968, a Romaria foi reconstruída em 1995 e hoje abriga a Fundação Municipal de Cultura, Lazer e Turismo (Fumcult), além de um centro histórico e cultural. 

Parque da Cachoeira : localizado a 5,3 quilômetros do centro. Possui completa infra-estrutura de lazer, incluindo várias piscinas de água natural, quadras (futebol, peteca, vôlei), campo gramado, área de camping, churrasqueiras, restaurante, lanchonete e sorveteria. O rio Santo Antônio forma várias quedas, sendo que a principal tem aproximadamente 20 metros. Estacionamento gratuito (exceto campistas e ônibus). Para o visitante que deseja tranquilidade, não aconselhamos visitar o parque no domingo.
  UM LUGAR MARAVILHOSO!

Um comentário:

  1. oi Le que luagr lindo, e deve ter religiosidade por todos os lados, como sou católica adoraria conhecer, quem sabe um dia? Mas o legal é que com esses posts a gente conhece lugares bem legais bjão

    ResponderExcluir

Adorei a visita, volte sempre!