Falta para meu peso ideal

falta para a segunda meta

Cidades históricas

Alexandrina Isabel P. Silva  Emagrecendo com Aleka

CIDADE HISTÓRICA...



Hoje no desafio de outono devemos indicar...falar de uma cidade histórica....

Minha indicação é Ouro Preto...mas poderia ser muitas outras cidades mineiras...aproveitando essa semana da Inconfidência...de Tiradentes...

Ainda não conheço Minas...mas com certeza faz parte de meus projetos futuros...com formação na arêa de História é um sonho que logo pretendo transformar em realidade...

Ana Carla Ana em reforma


imagem: planejandoasferias.com

Ainda no Desafio de Outono, essa semana devemos dar uma sugestão de passeio a uma cidade histórica. Não me lembro de nenhuma que eu tenha visitado recentemente... mas estou pertinho de Poços de Caldas, que não é exatamente “histórica”, mas é uma cidade turística bem legal! Fica como minha dica, tudo bem?

Saibam um pouco mais no site oficial da cidade.

Bruna Amancio Outro Rumo

Vou falar de uma cidade histórica vizinha a minha cidade e vale lembrar que a minha também é histórica, mas gosto muito de ITU, onde é muito conhecida por ter muitos símbolos gigantes orelhão, semáforo e outros...
 
Olha algumas Fotinhos









Elaine Nascimento Blog Espelho Light !!!

 
Para o Desafio que estou participando, este post tem uma sugestão de cidade histórica. Pensei em Petrópolis, que tive a oportunidade de conhecer quando tinha 12 anos e fiz uma viagem com o pessoal da escola. Bons tempos aqueles... O Palácio Imperial é o lugar mais lindo que eu já estive na minha vida...

Vista do Palácio Imperial.

Sala de Jantar.

Sala de Música.

Sala do Trono.

Quando entramos temos que usar um chinelão enorme, para não danificar o piso. É um barato... rsss... Fiquei imaginando como seria a vida das pessoas que moraram naquele palácio... Uma verdadeira aula de história.

Enia Lopez Tentando não me perder

Sugestão de visita a uma Cidade Histórica (no meu caso Bonita)

Aguas de São Pedro SP:



É uma cidade linda e como eu já visitei fica a dica!

Fundada em 25 de julho de 1940, Águas de São Pedro/SP, é considerada cidade-saúde, sendo a única Estância brasileira construída de acordo com um projeto anterior e com a finalidade específica de ser um local de cura e lazer, garantias da qualidade de vida de seus habitantes e turistas. Sendo o menor município brasileiro em extensão territorial e fazendo somente limite de território com o município de São Pedro, possui diversos parques e áreas livres.

Não existe indústria e nem zona rural, a cidade tem sua economia voltada exclusivamente ao turismo. Possui clima temperado, ligeiramente quente (28ºC) no verão e ameno (8ºC) inverno, com dias ensolarados e noites frescas. Tem uma altitude ideal, 470 metros, sendo indicada tanto pra hipertensos como para quem tem pressão baixa.

Esta é a cidade e é linda!!! Venham conhecer pessoal.

Fabiane Rita B. Gonçalves Simplesmente Fabiane

E hoje no desafio, é indicar a visita a uma cidade historica..

E aqui em Minas é o que mais tem..

Mas a que mais gosto de ir é Mariana - MG, fica pertinho de Ouro Preto, tem até Maria Fumaça que faz o trajeto de Ouro Preto-Mariana..

Lá tem uma praça linda, no centro da cidade que tem um Coreto.. gosto muito de lá, pq me lembra a infância, ia muito pra lá com minha avó, nas férias... era otimo, eu e minhas primas... adorava a cidade... e depois lembro de carnaval.. o carnaval de lá é show!!!! Melhor que Ouro Preto, pq não tem tanta bagunça igual Ouro Preto, mas a animação é a mesma!!

Letícia A S Mariano mulheres são especiais
 
Sugestão de visita a uma cidade histórica.

Congonhas do Campo

O que posso dizer: É linda! E as obras do aleijadinho então? Impressionante.

Lista de Atrações de Congonhas:

Basílica ou Santuário Bom Jesus de Matosinhos







Por volta de 1757, o português Feliciano Mendes fincou uma cruz rústica no alto do morro do Maranhão. Era o início da construção de um templo dedicado a Bom Jesus do Matosinhos, para o qual fizera uma promessa. Feliciano havia se curado de uma enfermidade contraída nos muitos anos de trabalho como minerador. Com um pequeno oratório ele ia recolhendo esmolas para a construção da capela, que não chegou a ver concluída.

Não existem registros sobre a autoria do risco da igreja, mas tudo leva a crer que seja do próprio Feliciano, uma vez que era oficial de pedreiro e conhecia as igrejas do Bom Jesus do Matosinhos, em Portugal. Após a sua morte, em 1765, artistas talentosos somaram seus talentos e construíram com o correr do tempo a mais maravilhosa manifestação da arte e fé barrocas. Dentre eles estavam Aleijadinho, Manoel da Costa Ataíde e Francisco Xavier Carneiro.


Todo o acervo - que inclui a igreja, os 12 profetas em pedra-sabão e as 66 imagens dos Passos da Paixão de Cristo - foi reconhecido com Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, em 1985. Formam o mais esplêndido conjunto da arte barroca mundial. Visite-o também À noite. A nova iluminação, instalada em março de 2000, emociona e intensifica o significado da arte de Aleijadinho.

Obs: O acervo da Basílica Bom Jesus dos Matosinhos encerra muitos segredos. As histórias e lendas que envolvem as estátuas geram um delicioso fascínio. O próprio Aleijadinho, o mestre maior, era um personagem envolto em mistérios. Um gênio desfigurado pela doença, mulato, filho bastardo de português com uma escrava. O ouro escasseava, num movimento inversamente proporcional À fé daqueles homens mineiros. Minas vivia a frustração pelo fim trágico do movimento da Inconfidência. Estas e outras histórias aumentam ainda mais o interesse despertado pelas imagens de pedra e cedro. Procure os guias que ficam na Basílica e desvende um pouco desse espírito.

Passos:

 da Ceia : a capela foi a primeira construída para abrigar as imagens em cedro do Líbano. Foi a única erguida durante a permanência de Aleijadinho em Congonhas, supõe-se sob sua orientação. A cena é dramática e reflete a perplexidade dos apóstolos diante da revelação de Cristo: "Em verdade vos digo, um de vós há de me entregar." Cada um declara sua inocência.



 

do Horto : retrata Jesus no Jardim das Oliveiras. Nesta capela está uma obra-prima de Aleijadinho: o anjo. Simbolizando a aproximação da Paixão, ele traz na mão direita um cálice com fel a ser bebido. "Pai, se é do teu agrado, afasta de mim este cálice." Havia uma cruz em sua mão esquerda, que foi retirada em 1957, visando evitar danos À imagem. A cruz era como a previsão do suplício derradeiro. Enquanto Jesus está angustiado, os profetas Pedro, Tiago e João dormem serenamente.






 
da Prisão : representa um dos episódios mais conhecidos da Bíblia, o milagre da cura de Malco, soldado do pontífice máximo de Jerusalém. O apóstolo Pedro, num ato desesperado para defender Cristo, decepa a orelha de Malco com uma espada. Cristo intervém e calmamente realiza o milagre da cura. Fazem parte da cena as figuras de Cristo, Malco, Pedro, Judas e quatro soldados. Algumas delas têm 2 metros de altura. As expressões das imagens revelam um momento de tensão, misturando cólera e perplexidade. Mestre Ataíde, responsável pela policromia do conjunto, confere ainda mais dramaticidade ao episódio e sua pintura funciona como principal agente de unidade estética.


da Flagelação e Coroação de Espinhos : após a construção das capelas do Horto e da Prisão, as obras das demais permaneceram interrompidas por quase meio século, sendo retomadas em 1864. Todas as estátuas estavam prontas - Aleijadinho faleceu provavelmente em 1814 - e aguardavam a construção do restante das capelas. Ficou decidido que em vez de sete seriam erguidas seis capelas, o que acarretou no congestionamento do quarto Passo, que passou a abrigar dois grupos: Flagelação e Coroação de Espinhos. Quatorze peças se espremem num espaço pequeno, dificultando a compreensão imediata das cenas. Duas imagens de Cristo são atribuídas a Aleijadinho, e também uma terceira, a do segundo soldado (Flagelação), que serviu de modelo para seus discípulos confeccionarem o restante. As três se distinguem pelas expressões caricaturais dos rostos, dos olhos, queixos e rugas na testa. A policromia das peças provavelmente não foi feitas por Mestre Ataíde.


da Subida ao Calvário : retrata um momento do caminho de Cristo para o calvário, o "Encontro com as filhas de Jerusalém", descrito no Evangelho de São Lucas. Cristo fala com duas mulheres que o seguiam chorando. A primeira enxuga as lágrimas e Cristo diz: "filhas de Jerusalém, não chorais por mim, mas chorais por vós mesmas e seus filhos." A segunda mulher segura nos braços um menino.


 
da Crucificação : formado por onze imagens. Neste grupo podemos notar três unidades cênicas. Na zona central está Cristo, dois carrascos crucificando-o e Madalena, de joelhos, em desespero. Do lado esquerdo dois soldados disputam a túnica de Cristo. À direita estão o bom e o mau ladrão À espera do momento de também serem crucificados.





 
Profetas:


Em 1800, terminada a confecção das 66 estátuas em cedro dos Passos, Aleijadinho iniciou as obras no adro. Foram cinco anos de trabalho árduo do mestre, já bastante debilitado pela doença, e de seus discípulos. O grupo de 12 profetas em pedra-sabão é o mais famoso conjunto de estátuas barrocas do mundo.







 





Igrejas:

Igreja do Rosário : foi a primeira construída na cidade, antes mesmo que os primeiros mineradores se fixassem na região. Erguida por escravos no final do século XVII, possui arquitetura simples, sem a sofisticação e decoração das igrejas posteriores. Rua do Rosário.

Matriz Nossa Senhora da Conceição : data de 1734 e em sua concepção podem ser percebidas várias fases do barroco. O frontispício, representando a Arca de Noé, é um dos poucos portais de autoria de Aleijadinho. Sua nave é uma das maiores de Minas Gerais, com os altares ricamente adornados por imagens. A douração da capela-mor, realizada em 1764, é atribuída a Manoel Francisco Lisboa, pai de Aleijadinho. Praça Sete de Setembro.

Capela de Nossa Senhora da Soledade : é da primeira metade do século XVIII. Está localizada no distrito de Lobo Leite (estrada para Ouro Branco, a 10 Km) e possui um interessante conjunto de imagens barrocas. A igreja de Nossa Senhora da Soledade, bem como a de Nossa Senhora da Ajuda, foram erguidas junto À antigas lavras de ouro, que se espalhavam por toda a região.

Igreja de Nossa Senhora da Ajuda : construção de 1746. Tem quatro altares que guardam imagens de Nossa Senhora Aparecida, São Benedito, Santo Antônio, Santa Efigênia, São Pedro e muitas outras. Na sacristia está um belo chafariz em pedra-sabão. Está localizada no distrito de Alto Maranhão, a 14 km (o acesso mais fácil é pelo asfalto, passando pelo trevo do Murtinho).

Igreja de São José : diferencia-se das demais, por suas formas arredondadas, e foi construída em 1817. é rica em esculturas, tem portais trabalhados e entalhes neoclássicos. Está localizada no centro da cidade, no caminho para a Basílica.

Romaria:



A Basílica de Bom Jesus do Matosinhos nasceu de uma fé especial. Feliciano Mendes deu início À construção, agraciado que foi pela cura. Ele trouxe uma imagem de Portugal e a colocou num oratório, recolhendo assim as esmolas. A fama foi se espalhando, junto com as notícias de curas alcançadas.

No final do século XVIII nascia o Jubileu, inicialmente comemorado em maio e setembro. As chuvas de maio, que tornavam as estradas intransitáveis, restringiu a festa a setembro. Em época de Jubileu a cidade lota, pessoas de várias partes do país chegam para demonstrar a sua fé.

A peregrinação era tamanha que Congonhas já não conseguia comportar os inúmeros romeiros. Devido a isto foi construída, na década de 30, a Romaria. Constitui-se de um prédio em forma circular, uma pousada ao redor de um enorme pátio. Demolida em 1968, a Romaria foi reconstruída em 1995 e hoje abriga a Fundação Municipal de Cultura, Lazer e Turismo (Fumcult), além de um centro histórico e cultural.

 Parque da Cachoeira : localizado a 5,3 quilômetros do centro. Possui completa infra-estrutura de lazer, incluindo várias piscinas de água natural, quadras (futebol, peteca, vôlei), campo gramado, área de camping, churrasqueiras, restaurante, lanchonete e sorveteria. O rio Santo Antônio forma várias quedas, sendo que a principal tem aproximadamente 20 metros. Estacionamento gratuito (exceto campistas e ônibus). Para o visitante que deseja tranquilidade, não aconselhamos visitar o parque no domingo.

UM LUGAR MARAVILHOSO!
 
Patricia Zandonadi Balão! Fui lá e venci!

Cidade Histórica : Belém - Pará

Belém é conhecida como a bela cidade morena, com cheiro de “patcholli” que nasceu em 12 de Janeiro de 1616, sob o signo de capricórnio e que atrai pessoas de todo o mundo.
O povo é hospitaleiro e festeiro, as aparelhagens (grandes caixas de som) fazem a alegria dessa gente que aprendeu a conviver com a chuva, que determina os compromissos.
O Açaí faz parte de nosso cardápio e tem, também, o pato no tucupi e a maniçoba que são servidos, principalmente, durante o Círio de Nazaré, no segundo domingo de Outubro.
As pessoas vêm para Belém por seu exotismo, por sua religiosidade ou por sua diversidade. Quando vier à Belém não deixe de conhecer alguns lugares que descrevi abaixo:



1 - Mercado do Ver o Peso
2 - Forte do castelo
3 - Polo Joalheiro São José Liberto
4 - Estação das Docas
5 - Museu Emílio Goeldi
6 - Basílica de Nazaré
7 - Mangal das Garças
8 - Teatro da Paz
9 - Jardim Botânico Rodrigues Alves
10 - Artesanato Marajoara de Icoaraci

Talita Oliveira Tem salada?

Segundo o Desafio, hoje eu tenho que dar uma dica de cidade histórica pra o pessoal conhecer! Gente, na minha opinião, todas as cidades tem história, tem cultura, tem monumentos antigos, tem coisas interessantes pra conhecer (que não seja só praia e resort) :D Sendo assim escolhi mostrar pra vocês o corredor histórico de Natal/RN :D



Cais do Porto



Iate Clube



Vista da Ribeira



Praça Pedro Velho



Catedral Velha



Solar Bela Vista



Fortaleza dos Reis Magos



Antiga Ponte de Igapó



Teatro Alberto Maranhão



Catedral Nova



Capitania das Artes



Ruas do Centro da Cidade



Capela da Redinha



Espaço Cultural "Buraco da Catita"



Espaço Cultural Buraco da Catita



Casa da Ribeira




Rua Chile










Galpão 29 na Rua Chile




"Buraco da Catita"




Rua Chile