Falta para meu peso ideal

falta para a segunda meta

sábado, 9 de abril de 2011

Bom dia!

Meninas estive visitando Todos os blogs das participantes do desafio hoje. Durante a semana vou comentando nos blogs tá?  

Primeiro: PARABÉNS PARA NÓS! JUNTAS SOMOS VENCEDORAS!

Segundo: Percebi que tem muitas meninas estão empolgadíssimas com o resultado que tem alcançado. Outras estão sofrendo com o efeito platô e algumas precisando de apoio. Vamos apoiar umas as outras nesse desafio... 

Uma participante que pede nosso apoio é a Zilma do blog                     Buscando o corpo ideal

Vamos fazer uma visitinha a ela tá! e as outras também viu?
_____________________________________________

Para ajudar a todas nós a chegarmos a nossa forma ideal.


Como o corpo reage a dietas de baixíssimas calorias

Um dieta abaixo de mil calorias diárias pode realmente enxugar a água corporal, pois desidrata mais do que emagrece. É muito utilizada em spas sob supervisão médica, pela busca da perda de peso em curto espaço de tempo.
 

Por uma questão de sobrevivência, quanto menos calorias o corpo recebe,mais reservas ele faz. O corpo entende que você não está comendo, então não vai gastar. Resultado: diminui o metabolismo. Com isso há um menor gasto de energia e não ocorre o emagrecimento.

EFEITOS
Além de causar dores de cabeça, tonturas e mal humor, trazem deficiências nutricionais. Provocam baixa imunidade, com predisposição para infecções. Principalmente as chamadas infecções oportunistas como herpes, candidíase e outras infecções fúngicas. Podem ainda detonar quadros de hipoglicemia com grande mal-estar. Além de resultarem em grande estresse psicológico.

Como driblar o efeito dessas dietas:

Quer emagrecer de vez? Então coma. Devemos parar com as dietas de baixíssima calorias. A Alimentação deve ser rica em fibras, com horários regulares e intervalos curtos entre as refeições e lanches, sempre acompanhada de exercícios físicos.

Segundo minha endocrinologista o ideal para emagrecer sem sofrer, e prejudicar o organismo é uma dieta de 1200 calorias, no mínimo.

Resumindo: Emagrecimento questão de equilibrio.
REEDUCAÇÃO ALIMENTAR E ATIVIDADE FÍSICA.

Efeito Platô – O que fazer quando a balança emperra

 
   Não existe nada mais frustante e desanimador do que estar seguindo uma dieta, fazendo exercícios, indo bem em seu emagrecimento e de repente perceber que os ponteiros da balança já não saem mais do lugar. Neste momento a sensação de “meu mundo caiu” vem com força total para derrubar sua alto estima. Você começa a achar que está fazendo algo de errado e a falta de credibilidade em si mesmo por achar que nunca vai conseguir atingir seus objetivos aumenta, e esses são os piores danos que o Platô pode nos causar.

   Mas não se deixe abater, no efeito platô não existe um culpado, ele pode acontecer a qualquer um em qualquer momento, simplesmente o seu organismo está se adaptando a uma situação a ele imposta.
Nesse boicote corporal contra a perda de peso existem vários hormônios que atuam sobre o metabolismo (processo da transformação das calorias em energia) e que defendem bravamente o organismo das privações. O principal deles é a leptina, produzida principalmente pelo tecido gorduroso. Como ela tem o poder de estimular no cérebro a sensação de saciedade, compromete o resultado da dieta caso deixe de atuar.
Com a redução dos estoques de gordura e, consequentemente, com a baixa produção de leptina, capaz de interromper a comilança, a tendência é que você esteja sempre disposta a atacar brigadeiros, trufas e afins. Resultado: além de não emagrecer mais, pode recuperar os quilos perdidos. "O corpo sabe como interromper a queima de gordura e não faz nada para impedir o armazenamento da mesma", diz Thiago Volpi. 


Como vencer esse desafio? Persistindo na dieta. Com o tempo, o organismo se acostuma com os níveis de leptina mais baixos e volta a dar sinais de saciedade mesmo que você coma moderadamente.
Se segue uma dieta balanceada, uma diminuição gradual de suas calorias e seus exercícios frequentemente provavelmente não entrará no efeito platô.
 

Dietas de baixas calorias podem causar o efeito platô, o que se torna mais difícil sair dele pois não se pode abaixar mais essas calorias. Não é segredo que em dietas de emagrecimento rápido além de gordura o organismo perde muita massa muscular e líquidos, e essa perda pode influenciar na quantidade de calorias a serem queimadas. Ou seja você perde músculos e animo para continuar com suas atividades físicas, e isso altera seus gastos calóricos. Além do que em dietas assim seu organismo se habitua a essas poucas calorias e começa a armazenar, do pouco que recebe, isso é seu sistema de defesa entrando em ação.

Tiros certeiros contra o platô
1. Músculos mais definidos

A perda desenfreada de massa muscular, geralmente provocada por dietas que fazem você emagrecer muito num curto espaço de tempo, também pode abrir as portas para o efeito platô. Se vários quilos de músculo forem embora junto com a gordura, o metabolismo fica lento. Entre 60% e 70% das calorias utilizadas pelo organismo servem para seu próprio funcionamento, mesmo que você não faça qualquer esforço físico. E esse gasto inclui manter e sustentar a massa muscular.

Geralmente, quando a perda de peso ultrapassa 1 quilo por semana, é provável que o organismo vá buscar energia nos músculos, o que faz com que eles percam volume. Portanto, uma boa estratégia contra o efeito platô é preservar a massa muscular. Melhor: procure incrementá-la. Junto com a dieta, faça musculação ou ginástica localizada com carga. "Quanto maior a massa magra, mais calorias o corpo utiliza espontaneamente", diz Paulo Muzy, ortopedista, especialista em fisiologia e biomecânica aplicadas ao exercício, da assessoria em atividade física Performance com Saúde, em São Paulo.

2. Proteína magra carboidrato do bem

Outra saída é programar bem a dieta. Não adianta só reduzir carboidrato - nós precisamos desse nutriente para queimar as gordurinhas estocadas. Segundo Alessandra Caviglia, nutricionista da academia Cia. Athletica, em São Paulo, as proteínas de alto valor biológico (com todos os aminoácidos essenciais) encontradas nas carnes magras e os carboidratos de baixa carga glicêmica como massas e pães integrais são grandes aliados contra o efeito platô. "As proteínas garantem a construção dos músculos e os carboidratos integrais, que demoram mais para ser absorvidos pelo organismo, mantêm o metabolismo acelerado", explica.

Mas, se, ainda assim, a balança emperrar no meio da dieta, não desista. Alguns estudos mostram que para cada quilo perdido você deve estabilizar o peso por um mês. E, só então, seguir adiante no projeto corpo magro. Como funciona: se você perdeu 10 quilos e parou aí, tente permanecer do jeito que está por dez meses. Assim, também aumenta a chance de não recuperar os quilinhos exterminados, evitando outro vilão: o efeito sanfona. Por isso, não se engane, por mais bacana que seja a dieta ou o programa de exercício, nada é mais eficiente contra o efeito platô que a força de vontade. "Um dos maiores obstáculos para emagrecer é o descuido na alimentação quando os resultados deixam de ser tão significativos. Mas, se você não se abater pelo desânimo, conseguir estabilizar o peso e ter paciência antes de subir o próximo degrau, mantendo a dieta equilibrada e o programa de exercícios, o sucesso é mais provável", diz Márcio Mancini.

Resumindo * A dieta balanceada é sempre a melhor opção.
* Reveja seu plano alimentar com frequência de acordo com seu TMB(taxa de metabolismo basal) sem diminuir muito de uma vez só.
* Mexa-se, se não faz atividades físicas já é hora de começar, ou se já faz tente reavaliar essas atividades focando sua musculatura.
* Não se apegue à balança, ela só saber medir o peso, e não as mudanças de seu corpo, use fitas métricas ou uma roupa de número menor para “medir” seu emagrecimento. Ainda mais que pode estar trocando gordura por massa muscular, no caso de quem faz malhação.
* Tenha muita paciência, o Efeito platô é uma reação natural de seu organismo mas pode ser mudada.
* Mantenha- se firme em busca de seus bons resultados, desistir agora nem pensar.
* Não se sinta nunca culpado, mantenha sua alto estima e confiança em sua força de vontade, isso é sempre o mais importante.






9 comentários:

  1. Puxa, Le! Pelo jeito não fui só eu que encalhei no peso, né?? Sabe que adorei aquele vídeo de hipnose e PNL que vc mandou? E estou puxando um pouco o tempo na bicicleta ergométrica pra tentar emagrecer. Bom final de semana!!

    ResponderExcluir
  2. oi Le, ótimo post, tenho visitado minhas amigas blogueiras e tenho sentido a mesma coisa... Vi num site na net, que se vc está em um efeito platô e segue uma dieta de 12000 cal, como no meu caso, vc pode aumentar a quantidade de calorias por uns 2 ou 3 dias, e depois voltar a dieta original, porque? Vc dá um choque no metabolismo... comigo tem funcionado, essa semana não emagreci, mas como aumentei os exercícios pra duas horas, aumentei a injestão calórica pra 1200, tenho certeza que semana que vem já vou ver o efeito da balança, ótimo incentivo, Le, vamos firmes e forte, depois mando pesinho , mas desde já, não saí dos 91,5. bjs

    ResponderExcluir
  3. Menina adorei seu post, falou de disse tudo!!!!!

    Otimo findi.

    Bjks

    ResponderExcluir
  4. Oi Lê sabe até pensei em sair do desafio pq minha eliminação é superbaixa perto das que vejo por aki no desafio e me senti bem desanimada.... pq parece q to sempre segurando a lanterna apesar de me esforçar
    adorei o post vou levar as leituras comigo, platô vive me perseguindo
    bjim e bom sabado

    ResponderExcluir
  5. Olá, Lê!

    Voi dar uma passadinha tbm em todas as participantes. Temos que nos ajudar.

    Já já mando meu peso.

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Le...
    Eu sou uma dessas que empacou no peso, vou seguir essa dica viu!!!

    Valeu mesmo.... Te mando meu peso amanhã tá , pq hoje eu não consegui pesar com medo da balança!!!


    Bjinhus

    ResponderExcluir
  7. oi Le!!! Amei o post! ótimas dicas!! Vou visitar mais as amigas blogueiras do desafio!

    Tenha um ótimo final de semana!

    bjos

    ResponderExcluir
  8. Maravilhoso o post. Dicas ótimas!
    Obrigada!
    Bjs,

    ResponderExcluir
  9. Oi LÊ...
    Adorei o post... sabe que me sinto assim como se nda desse certo... sofro pq não saio dos 72 ou 73 aiai... ta louco mas vou prestar mais atenção no que estou comendo pra ver se abaixa!!! Mando daqui a pouco a pesagem!! bjs

    ResponderExcluir

Adorei a visita, volte sempre!